Buscar
  • Lucas Peres

Como armazenar munições?

Hoje vamos falar sobre algo que deixa algumas dúvidas, como armazenar da melhor forma as munições? Proteger da umidade e prolongar sua vida útil! Sim, nós pensamos nesses problemas do dia a dia para desenvolver nossos produtos da NOT RUST.


Com alto custo e limitação de compra de munições (claro que estou me referindo ao Brasil), não é algo que podemos nos dar ao luxo de deixar estragar não é mesmo? E por favor, não compre munição nova e já use, lembre daquelas que estão meses guardadas no fundo do seu cofre! Aquelas mesmas que você acabou de lembrar que existem! Faça elas girarem!

Munições bem armazenadas e preservadas são essenciais para sua segurança.

Se for utilizar munição antiga, preste muita atenção no aspecto dela, pode ser que não funcione corretamente, colocando você em perigo.

Não estou falando somente para sua defesa, mas em treinamento, se a munição falha, pode ficar parte no cano, e o que acontece no próximo disparo?

Lembre-se que o cano da arma é projetado para uma certa pressão, se você obstruir a saída do projétil, há grandes chances de danificar a arma e até mesmo te machucar.


Existem várias formas de armazenamento, então vamos pensar um pouco… O que mais estraga a sua munição estocada? Umidade, correto? Então podemos começar por aí!


Várias pessoas nos dizem como elas armazenam sua munição. A vácuo, dentro de potes vedados, com sílica, com desumidificador, com giz, carvão, até mesmo passar esmalte de unha em volta. Mas como saber o que realmente funciona? Bom, daí depende muito da região em que você mora, não podemos criar uma regra e dizer “assim é a melhor forma”! O que podemos é te dar uma sugestão que sabemos que funciona muito bem.

Em algumas regiões a umidade fica em torno de 40%, já em outras, como perto do litoral, a umidade é tão alta que em alguns dias escorre água das paredes (literalmente, não estou exagerando, se você conhece nossa cidade, Joinville, sabe do que estou falando).


Abaixo vamos analisar algumas técnicas usadas para esse armazenamento, e depois te dar uma opção, podemos dizer, mais eficiente de conservar suas munições.


  • Guardar em embalagens a vácuo: sim, estamos falando de comprar máquina de vácuo alimentícia, e em vez de comida, você embala munição!

Considerando que o ar é o que traz umidade, você está retirando o vilão da equação, está protegendo o metal, a pólvora e a espoleta.

Porém considere o volume extra que as embalagens fazem (sempre vai ser preciso colocar as munições em embalagem maior que elas, deixando assim bordas para que possam ser seladas e peguem vácuo na máquina). Também considere que você deve deixar as munições organizadas e alinhadas, quem já usou uma máquina à vácuo sabe que não dá para jogar as coisas no pacote de qualquer jeito, então se você considerou colocar toda sua munição em apenas uma embalagem, pode esquecer. Não estamos dizendo que é impossível, é viável, mas tem suas restrições de quantidade e forma de armazenamento.


  • Potes vedados, que tenham alguma espécie de borracha na tampa, são boas opções apesar de continuar existindo umidade do momento em que você fechou, já é melhor do que potes com troca constante de ar. Inclusive as garrafas PET podem ser usadas, mas prefira sempre as que o conteúdo tinha gás (refrigerantes e água com gás), normalmente sua vedação da tampa é melhor.


  • Sacos plásticos ziplock são práticos, mas não a melhor opção por serem facilmente abertos, e nem sempre fecham com perfeição, podendo existir mínimas trocas de ar entre a parte interna e externa, te dando a falsa impressão de que suas munições estão protegidas. O que resulta em apenas uma forma de agrupá-las, e não de proteger da umidade de verdade. Quem sabe se colocar o ziplock dentro de outro recipiente, mas mesmo assim com algum agente desumidificador.


  • Agentes controladores de umidade são ótimas opções para te auxiliar no controle do ambiente. Sílica, giz, carvão e desumidificantes para guarda roupas.

Pensando em munição, podemos considerar dessas opções as menores, já que seria meio complicado colocar um pote de desumidificador dentro da sua caixa de munições, você perderia muito espaço, sem contar que ele tem um reservatório de água na parte de baixo, então essa opção serve melhor para cofres.

Sílica, giz ou carvão? Ai que surge a dúvida, todos esses puxam umidade, te ajudando a conservar sua munição. Mas qual seria o melhor? Qual quantidade? Por quanto tempo? Só testando para ver como vai funcionar para o seu caso.


  • Passar esmalte em volta de cada munição? Olha, você pode fazer o que quiser, a munição é sua. Mas pare e pense no básico, esmalte é algo químico, você vai isolar toda sua munição com isso, criando uma película “protetora”. Próxima vez que for à uma farmácia pegue um esmalte e leia seus componentes… Resinas, solventes, aditivos diversos… Ok, não estragou sua munição, mas e a camada que seca na espoleta? Será que não interfere em nada no funcionamento da sua arma? Não deixa resíduos, por menores que sejam? Além claro, de você ter que fazer isso em todas, uma a uma, nada prático. Se decidir fazer, pelo menos compre um esmalte para esse fim, não saia roubando esmalte da sua namorada.


Dessas opções que te demos acima, qual você acha mais válida? Inclusive podem ser combinadas, como agente desumidificante com ziplock dentro de um pote vedado, tem quem faça assim.

Agora vamos lá, passamos por todas essas ideias, e o foco é: “umidade estraga minhas munições”. Munições úmidas oferecem risco, podem não funcionar, ficam oxidadas com o tempo. Como resolver isso?

Umidade + oxidação…. Você já conhece a NOT RUST e já entendeu onde queremos chegar com esse pensamento não é mesmo?

O nosso CARD ANTICORROSIVO, funciona com VCI (anticorrosivo volátil), e a liga de celulose onde aplicamos esse produto, retém umidade.

Então se você guarda sua munição em local hermético, ou seja, sem troca de ar, nosso produto vai liberar anticorrosivo nesse pequeno ambiente, formando uma atmosfera anticorrosiva, que se liga ao metal, criando uma camada monomolecular protetora, e sem deixar resíduos que poderiam interferir no funcionamento da arma na hora do disparo.

Aliado à isso, o veículo (o CARD em si) puxa a umidade que ficou ali dentro na hora que você fechou o recipiente.


Indicações de uso: o CARD ANTICORROSIVO NOT RUST pode ser colocado em caixas de munição (sugerimos herméticas, para uma maior eficiência), colocados em ziplock, ou até mesmo nas garrafas PET (embora precisem que o CARD seja recortado dependendo da boca da garrafa, se você achar prático, funciona). Lembre-se, seu funcionamento é melhor em locais fechados, quanto menor a troca de ar maior sua eficiência.

Ok, mas posso colocar sílica, giz, carvão junto ao CARD no armazenamento? Dependendo da região que você reside ok, mas a celulose que usamos já serve para controle de umidade, então cabe a você analisar se é realmente válido o uso conjunto, ou se aumentar o número de CARDs já não resolve esse problema com mais eficiência (isso em caso de cofres maiores, em recipientes menores o CARD já faz todo o trabalho).

Não se esqueça de trocar periodicamente seus CARDs ANTICORROSIVOS NOT RUST, recomendamos a troca a cada 30 dias para máxima eficácia. “ah eu não vou lembrar de trocar”... Coloque lembrete todo dia primeiro no seu calendário, e troque o CARD de todos seus equipamentos no mesmo dia, fica mais fácil. Ainda assim esquece? Ative as notificações de nosso insta, lá todo dia primeiro faremos um post lembrando que está na hora de trocar o CARD!


DO NOT RUST!


23 visualizações

ENTRE EM CONTATO!

NOT RUST 2020

@not_rust_

WHATS: (47) 9 8875-8683

EMAIL